Fundo da Folia 2014 e o Parque Marinho da BTS.

Desculpem! Fico extremamente preocupado com a empolgação do nosso prefeito e sua equipe pelos resultados do carnaval e a “brilhante” ideia de aumentar a folia fazendo muitos outros eventos do gênero ao longo do ano.

A CARNAVALIZAÇÃO etílica da nossa cultura vai de vento em popa e insisto no fato de que esta subserviência ao álcool em nossa cidade vai afastando cada vez mais nossa gente das coisas que realmente possuem um grande valor.

Por que ao invés de mais dias para o LEPO LEPO não se festeja a revitalização do Patrimônio da Humanidade chamado Pelourinho focando ali a atenção, o zêlo e a grana que ele merece? Menos LEPO LEPO e mais educação, já dizia minha filha no PIPOCA INDIGNADA deste ano…

Mais educação!
Mais educação!

Por que não se cumprem as leis de proteção aos patrimônios históricos e ambientais e se diminui o carnaval na Barra em dias e tamanho levando os trios e camarotes para o CAB ou qualquer outro lugar que não demonstre tamanha ignorância no trato com nossas riquezas? Não posso acreditar que Salvador com tantos privilégios naturais, históricos e culturais dependa da esculhambação, do álcool, do barulho e da irresponsabilidade para ser atraente e gerar renda.

Desculpe, mas isso é burrice!

Dá para conciliar tudo, carnaval de trios e camarotes, com os de rua sem cordas, com circuitos descentralizados e com a conservação e valorização das grandes riquezas desta terra abençoada.

É preciso coragem para dobrar com argumentos sólidos e irrefutáveis algumas resistências meramente comerciais. Mas se colocados corretamente, é lógico que tais resistências com suas inteligências aguçadas e visão de luneta vão concordar que o negócio vai ser ainda melhor $$$ e socialmente muito mais responsável. Todos vão ganhar.

O FUNDO DA FOLIA é isso, mostra um pouco da cagada que a carnavalização da nossa cultura tem gerado. É como a sujeira invisível embaixo do tapete. É como o carnaval alegremente desmedido visto por um folião cardíaco sob o efeito do álcool. É como Salvador diz tratar suas maiores riquezas. É lembrar a todos que nossa cidade continua sendo como um diamante nas mãos de uma criança de 2 anos de idade que não tem a menor ideia do seu valor, mas já sabe cantar e dançar o Lepo Lepo. Lamentável…

A Folia no fundo do mar.
A Folia no fundo do mar.

Não estou aqui julgando nosso atual Prefeito. Estou aqui falando de um sistema que o envolve, que o cega e o alegra como foi com tantos outros. Aliás, carnaval, festa, cerveja, dinheiro e marketing pra enrolar o povão em sua embriaguez é fórmula comum lá por cima. É pão e circo!

Mas sou otimista e por acreditar em um “estalo de consciência” na administração municipal é que faço o que faço com meus amigos, e no maior prazer. Limpamos o mar, malhamos, curtimos altos visuais, damos muitas risadas, fazemos a alegria de alguns catadores de recicláveis e ao final deixamos nosso recado.

Por mim, criava-se ali o PARQUE MARINHO DOS FORTES DA BAIA DE TODOS OS SANTOS, mais um argumento para fazer frente à máquina da esculhambação momesca da Barra e, ao mesmo tempo, criar uma nova atração culturalmente positiva para o desenvolvimento sustentável de Salvador.

Parque Marinho dos Fortes da BTS
Parque Marinho dos Fortes da BTS. Do Farol ao Santa Maria.

Teríamos um parque marinho urbano, algo singular no país. Teríamos um símbolo da resistência à degradação da nossa Baia de Todos os Santos, algo muito nobre. Ajudaríamos à conservação dos fortes no seu entorno, dos naufrágios, da fauna e flora marinhas, da pesca artesanal, das atividades esportivas de pouco impacto e do costume da contemplação, algo muito inteligente.

Uma questão de habilidade política, amor pela cidade, compromisso com o bem público e, coragem, muita coragem…

Nós do FUNDO DA FOLIA,  acreditamos!

Segue o vídeo com o resumo da ação deste ano…

6 thoughts on “Fundo da Folia 2014 e o Parque Marinho da BTS.

  1. Excelente iniciativa, digna de repeito, apoio e difusão em outras praias de nossa cidade, estado e país.
    Basta apenas vontade dos gestores/executivos destas instancias que mudaremos a consciencia da sociedade.

  2. Bernardo, como você já sabe gosto muito daqui, e concordo plenamente com essa analogia que você faz “diamante nas mãos duma criança de dois anos”, cada vez que vou numa praia nova fico impressionado com a beleza do local…sem duvida alguma, a “Bahia de todos os santos” não precisa de Baco para gerar mais renda…ela tem mais que mostrar, desde as pessoas que falam com você (sem conhecer você) na fila do banco onde se termina conhecendo a familia completa e até recebendo algum conselho que realmente estava precisando até a curiosidade das tartarugas no “inside” em Aleluia (bencoado o nome dessa praia, é o que voce grita quando pega uma de aquelas ondas) passando pelo belo Pelo e a historia de Salvador de Bahia cheia de color, sabor e dolor…que é qual Brasil, uma perfeita mistura.
    Apoio sua proposta, e pode contar comigo para disseminar ela.
    Parabéns¡

    Max Antonio Valencia.

  3. Bom revelo, e feliz e saber que vc se preocupa como nosso mundo, sempre percebi em vc uma alma boa, apreça nem Jampa , sera um prazer recebelo, abraços !!!
    Paulo Cesar de Paula – João Pessoa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s